html5 templates


Design como estratégia para negócios e processo de aprendizagem

S

Tudo sobre projetos

O começo...

S

Repertório - a mudança é a única constante
Durante dez anos estive na JAM Propaganda, agência criativa que fundei com um amigo da faculdade e na qual pude construir uma trajetória de enorme conhecimento. Você pode ver alguns trabalhos aqui (.pdf) e outros mais no Behance.

Ao longo dessa trajetória, encarei o desafio de empreender no Brasil. E pude sentir na pele as dores que os meus clientes sentiam. Atuei nos mais distintos ramos: energia limpa, mercado PET, audiologia, entretenimento, moda, tecnologia... Esse perfil mais generalista me dá a oportunidade de consumir informações de diferentes fontes e trazer insights inusitados para as propostas de criação.

Quão maior o repertório, maiores as chances de construírmos um trabalho bem sucedido e original. Como dizia Einstein: o segredo da criatividade é saber esconder as fontes.

2

Habilidades - caixa de ferramentas
Outro benefício de trilhar uma trajetória por conta é que o aprendizado não cessa - pelo menos para quem é afim e gosta do faz, como é o meu caso. Quando os desafios surgem, a gente tem que se virar. E assim, sempre investi em aprender cada vez mais, ampliando o leque de opções dos serviços que ofereço.

Confere o que faço e vamos ver o que pode te atender melhor agora.

Branding

- Marcas
- Logotipo
- Identidade Visual
- Embalagem
- Lojas e Eventos

Digital Arts

- Websites
- Aplicativos
- Redes Sociais
- Animação
- Edição de Vídeo

Publicidade

- Anúncios
- Impressos
- Promocionais
- Banners
- Brindes

Aprendizagem

- Design Instrucional
- Objetos Digitais
- Cursos sob medida
- Formação de professores

O passo-a-passo

Baseado no ciclo de Design Thinking, as etapas de um projeto partem da coleta de informação à validação e aprendizado com os resultados. 

1

Empatia

Precisamos de dados. Quanto maior o conhecimento sobre o negócio, melhor. Por isso é importante falarmos, entendermos os diferenciais, fazer uma imersão e preencher o Briefing. Eu publiquei um artigo a respeito no Medium. E você pode visualizar o meu modelo de Briefiing aqui. 

2

Definição

Vamos definir os objetivos e confirmar para quem estamos desenvolvendo o projeto (personas). É uma fase de pesquisa e desenvolvimento de hipóteses de quais caminhos seguir. 

3

Ideias

Os primeiros layouts vêm a tona, ainda como rascunhos ou mood boards. É o momento do Brainstorm.

4

Protótipo

Consolidadas as ideias, vamos produzir as peças gráficas. Para isso podemos utilizar inúmeras ferramentas disponíveis no mercado: Adobe Photoshop, Illustrator, XD, Premiere, After Effects são algumas das quais costumo utilizar.

5

Produção

Tudo pronto! Agora podemos prosseguir para entrega final ao mercado ou ao próximo profissinal na cadeia de produção. Eu adapto a entrega conforme o próximo passo, deixando o mais prático possível para implementarmos..

6

Validação

Uma das principais características do Design Thinking é a desmistificação do erro. Logo as criações estarão no mercado e poderemos avaliar o desempenho junto ao público para fazer ajustes na rota nos próximos projetos.

Eu acredito no trabalho em equipe

Desde a época que eu empreendia, o conceito da minha agência era o Jazz, reunindo músicos (no nosso caso, criativos) com diferentes habilidades para a famosa JAM Session. Por isso sempre busco me cercar de pessoas competentes que fazem trabalhos complementares ao meu, com as quais firmo parcerias para construímos um hub criativo e colaborativo.

Se você faz algum desses serviços, dá um alô! Quem sabe a gente trabalha juntos.

D

Desenvolvedores: front e back-end. PHP, Node, Javascript, Kotlin, JAVA, Android, IOS...

M

Marketing Digital: para campanhas no Google, Facebook, Conteúdo, SEO...

F

Gráficos: pequenos e grandes formatos, adesivos, stands, brindes...

4

Ilustradores e fotógrafos: realistas, flat, urbanos, moda, gamers...

5

Outros Designers: tem gente com quem já trabalhei e com quem quero trabalhar e aprender.

6

Educadores: pedagogos, LX designers, professores, articulistas, conteudístas...

FAQ

D

Especialista ou Generalista?
Eu entendo quando alguns clientes me perguntam: mas o que você já fez no meu segmento? - A intenção é ter maior visibilidade sobre o que será entregue. Profissionais Especialistas normalmente tem um nicho definido e atuam dentro dele (são ótimos!). Eu sou um Designer generalista, já atuei com usinas eólicas, mercado pet, culinaristas, audiologia, empresas de cyber-segurança, entrenimento... Enfim. O que me proponho é a cruzar experiências em prol de ter novos insights. Às vezes uma visão de fora do seu nicho é exatamente o que se precisa para encontrar os diferenciais de um negócio.

M

Custa caro?
É relativo. Já tive clientes pechinchando e outros fechando na hora. O que sempre me ajudou é que sou muito transparente e tranquilo em relação a valores. E parcelo. ;) 

F

É pra mim?
Vamos descobrir isso juntos. Já trabalhei com multinacionais e empreendedores tirando negócios do zero. Para cada necessidade, há um ajuste na forma de trabalhar. Mas não há impeditivos para trabalharmos juntos se o seu negócio é lícito, faz bem às pessoas e você quer ter orgulho em divulgá-lo.

4

Demora?
Depende. Não é um trabalho trivial. Mas estamos num mundo em que o tempo é ativo fundamental e caro. Eu também preciso otimizar meu tempo, então vamos dispor de ferramentas para gerí-lo melhor:

- Organização de materiais em pastas na nuvem;
- Reuniões online via Google Hangouts;
- Definição clara das expectativas de entrega em cada sprint;
- Priorização e segmentação das entregas para atender um calendário comercial. 

VAMOS FALAR